Crítica: Dublagem

Estava eu, discutindo recentemente sobre a (miserável) situação dos animes atuais e em determinado ponto, foi citado que o motivo de estes animes deploráveis não terem vincado no Brasil foi devido à dublagem.

Falando sério, a dublagem brasileira consegue ser melhor que muitas, inclusive que a original em japonês. Mesmo a do português europeu acaba por ser deplorável (vide “pérolas da versão portuguesa de Dragon Ball”). Talvez, uma das únicas dublagens que seja pau a pau com a brasileira é a castelhana e algumas estadunidenses.

Dragon Ball, por exemplo, é uma das melhores dublagens que o país já fez. Enquanto o japonês acaba por ter sonoramente o mesmo tom de voz sempre, na nossa versão, se formos pegar uma batalha como Goku vs. Vegeta, por exemplo, é visível o cansaço de ambos os personagens. O Desespero de Vegeta quando viu um poder de luta PRA MAIS DE 8000! O medo de Kuririn depois de Goku ter ido ao chão e ele podendo contar apernas com Gohan e Yajirobe contra o todo poderoso vegeta. A voz de traveco do Frieza encaixou como uma luva! E o dublador do Goku, sem comentários. Afinal, foi ele quem dublou o Metabee, de Medabots e o Loki, em Matantei Loki Ragnarok. Músicas de encerramento e abertura que marcaram justamente por terem sido em português. A dublagem do Dragon Ball original é uma aula de como se dublar.

Falando sério, nunca vi uma dublagem tão ruim quanto a original do Fullmetal Alchemist de 2003. E tem mais. Enquanto a japonesa era uma bosta, a brasileira também dava um show. A voz do Gluttony ficou realmente soberba para o caráter do personagem. A voz de Fábio Lucindo, que também dublou o Kuririn e o Ash do Pokémon é simplesmente perfeita para personagens da mesma faixa de idade que Wrath (o do primeiro anime). A voz do Alphonse, então, encaixou como uma luva. Até a própria voz soava um tanto metálica. E a do Edward, dublada por Marcelo Campos, por fim, tem tanto talento para dublar personagens mais jovens como o dublador de Wrath. E sem perder a seriedade.

Um ponto importante é que usar honoríficos no nome durante a dublagem não está com nada, assim como deixar de dublar palavras que possuem tradução (isso é para os Bleachfags que torceram o nariz para o “Ceifeiro de Almas”). A única objeção quanto à dublagem é que se no original em japonês a palavra em si foi de origem estrangeira (como o Za Warudo, que é na verdade The World em japinglês) deveria ficar assim.

Esse parágrafo encerra o artigo com a seguinte conclusão: Os dubladores são sempre os mesmos. Dane-se o estúdio de dublagem. O profissional acaba por ser sempre o mesmo. A dublagem de vários personagens de DB, FMA e Pokémon possui os mesmos dubladores. Então, não há motivo para choro. Por quais motivos um profissional iria fazer um trabalho tão bom em vários animes e em outros, não faria? Mimimi, é o estúdio que escolhe quem vai dublar quem. Ah é sabichão? Então vai dublar você, já que é tão bom assim, melhor que muitos profissionais capacitados e treinados para isto.

E pare de reclamar. Você é brasileiro e tem que valorizar o que o seu país tem de oferecer. Ou você preferia ser um indivíduo radioativo que foi alvo de um tsunami porque não fugiu a tempo porque estava em fila para pegar o ônibus para fugir?

P.S Outras dublagens que gostaria de citar e que ficaram muito melhores que as originais foram a de Shaman King, Get Backers, Yu-Gi-Oh, Inuyasha e outros, mas seria apenas repetir os motivos acima. Portanto, senhores que gostam de One Piece of shit, seu anime não vincou porque é ruim, e não por culpa da dublagem.


Começei a ver DBKai dublado. Não é a melhor dublagem do mundo, mas também não é ruim. É melhor que a Japonesa. Aliás, Dragon Ball Kai é um lixo total mesmo. Nunca vi um anime remasterizado que tem uma animação PIOR que o original.

Anúncios

12 respostas para “Crítica: Dublagem

  • Giulliano

    A dublagem só fica boa msm em alguns animes.Em geral a dublagem brasileira é uma porcaria que censura tudo

    • Lucas de Oliveira

      Não é a dublagem que censura. É o canal americano infantil que decide passar um anime que tem um pouco de violência e(ou) “apologia” ao fumo e, ao invés de colocar uma classificação etária adequada, resolve cortar e(ou) editar metade do anime( lê-se: Cartoon Network)
      Mas concordo com vc, os animes novos não fazem tanto sucesso no Brasil por causa da censura( que não era tão rígida antes).

  • Nicholas Bocchi

    Engraçado dizer que One Piece e ruim…

    Top de Vendas de Mangas desta Semana (28/11/2011):

    One Piece #64:
    Vendas Semanal: 488,991
    Vendas totais: 2,507,357

    Real #11:
    Vendas Semanal: 198,424
    Vendas totais: 198,424

    Naruto #58:
    Vendas Semanal: 172,402
    Vendas Totais: 877,012

    Gintama #42:
    Vendas Semanal: 114,261
    Vendas Totais: 317,237

    Top Audiencia na TV Japonesa para animes:

    Sazae-san – Fuji TV
    20/Nov 18:30 – 30 min
    Audiencia: 17.2%

    Chibi Maruko-chan – Fuji TV
    20/Nov 18:00 – 30 min
    Audiencia: 12.1%

    One Piece – Fuji TV
    20/Nov 09:30 – 30 min
    Audiencia: 10.3%

    Doraemon – TV Asahi
    18/Nov 19:00 – 30 min
    Audiencia: 9.4%

    • Creissonino

      Justin Bieber é top em vendas, bem como BBB é top de audiência. Titanic é um filme de merda e por uns bons 10 anos o filme de maior bilheteria da história. Seu argumento é inválido.

      • Lucas de Oliveira

        Entendo. One Piece já é considerado por muitos especialistas e autores como um mangá tão bom quanto Dragon Ball.
        Além disso, dizer que é ruim porque é da “nova geração de animes” é besteira. Você gosta de Pokemon? Yu-Gi-Oh? Beyblade? Medabots? Shaman King? Inuyasha? Full metal Alchemist? São todos da mesma época que One Piece.
        Como última nota, queria dizer que não assisto One Piece. Nem compro o mangá nem nada. Não posso dar minha opinião sobre o anime, só disse fatos.

      • Lucas de Oliveira

        P.S.: Dragon Ball Kai também não fez tanto sucesso com a molecada brasileira. Por quê será? Por causa da ridícula censura de hoje em dia. Ela já existia antes? Sim, claro que existia. Mas se limitava a cortar piadinhas picantes na saga Dragon Ball( e foi, praticamente, aposentada com o início de Dragon Ball Z).
        Sinceramente, eu tb não respeitaria um anime que corta todas as partes violentas só por frescura.

      • Creissonino

        Pokémon, Yu-Gi-Oh, Medabots, Shaman King e Inuyasha possuem conceitos já formados nos anos 90 e logo foram consagrados como tal. One Piece pode ter surgido na mesma época, mas só começou a explodir lá por 2004-5, sem falar no padrão “Shonem Jump” de qualidade hoje em dia que fica com frescura para qualquer coisa. Fullmetal Alchemist é exceção. Beyblade eu gostava na infância, mas só infância mesmo, hoje em dia vejo que é tão bosta quanto vários outros. Continuo reforçando: One Piece não vincou porque é ruim. Mesmo com dublagem ruim e com censura ruim, iria fazer sucesso ao menos com o público alvo. Bakugan que é uma bosta faz, por que One Piece não fez?

  • Senhor Razao

    A diferenca meu caro e que ONE PIECE vende a MAIS DE 10 ANOS e unico ANIME/MANGA que e tao agradavel por todo o planeta e fora que vem batendo os records e OP tem conteudo diferente destas coisas e alguns animes e so ver a historia ….

    • Creissonino

      Nottu Thisu Shitto Agen…

      >>Quebrando Recordes
      No Japão
      >>Por todo planeta
      Acho que não. No Brasil, se Op Fosse bom, mesmo se a dublagem fosse de bosta, teria vincado ao menos entre as crianças, o público alvo da série (e não adianta negar, é um mangá da SHONEN Jump). Afinal, olha pra Bakugan aí.
      >>Destas coisas
      Quê coisas?
      >>Vende a mais de 10 anos
      Jojo vende há 25 anos e pode não ser tão popular, mas tenho certeza que segue mais forte que OP, por mais forte que OP esteja.

      Acho engraçado. São SEMPRE OS MESMOS ARGUMENTOS. Pelo menos, não preciso ficar pensando em novas respostas, as antigas ainda são válidas.

    • Jão do Caminhão

      Se One Piece fosse tão bom, não paravam de exibir e jogar direto na lata do lixo assim que acabassem os episódios dublados inéditos que nem aconteceu nos Estados Unidos e no Brasil. Japão ultimamente só gosta de merda mesmo, vide Love Plus e Vocaloids.

  • PonyExpress – Otaku é bicho burro « Horny Pony

    […] Achei legal porque aborda e reforça justamente o que eu já dissertei sobre . […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: