Por trás de um Scanlator

 Ou chame de "Nos Bastidores da Jojo's Bizarre Alliance"

Eu tive a ideia de fazer este post enquanto trabalhava feito um cão para lançar o pack de aniversário para a Jojo’s Bizarre Alliance. Eu parei pra pensar quando foi que eu me meti nessa de editar mangá e imaginei que seria interessante descrever o processo – embora que óbvio – de um scan. Enfim, vamos lá. Continuar lendo “Por trás de um Scanlator”

PonyExpress – Animes, Temporada Primavera 2013


Clique aqui para ver em tamanho normal.

– De cara, DD Hokuto no Ken, porque deve ser engraçado e tosco ao mesmo tempo.

Uchuu Senkan Yamato. Qualquer coisa do Leiji Matsumoto é foda.

-Aí não taquem pedras, mas quero ver o Hyakka Ryouran Samurai Bride. Eu vi o primeiro e apesar de ser tudo que eu não gosto em uma série, acabei gostando porque tinha umas lutas maneiras. É tudo que eu não gosto quando finalmente conseguem fazer bem feito.

-Eu geralmente pego qualquer merda da Tatsunoko. Mas eu tenho medo de Namiuchigiwa no Muromi-san.

-Vô pegar Shigeki no Kyojin pra ver se essa bosta é tão boa quanto falam.

-O quê diabos vão passar no Noitamina nesse trimestre? Falando sério, não vai passar nada? E o Gin no Saji? Quando sai?

-Saint Onii-san é o mangá com Buda e Jesus rachando um apartamento, não é? Pqp, só a ideia disso é foda. Uma pena que esses filmes demorem pra sair por causa do DVD Rip.

-As dúvidas são Aku no Hana, Photo Kano e Ginga Kikoutai Majestic Prince. O primeiro não fala nada sobre, mas é referência às Flores do Mal de Baudelaire. Esse tipo de animu é geralmente interessante, mas tenho medo da merda que pode virar. O segundo é sobre fotografia. Eu gosto de fotografia, mas eu tenho medo se vai ser um Sakamichi no Apollon com fotografia no lugar de música. O último é sobre Robô Gigante. Eu curto pra caralho robôs gigantes. Todos se amarram em robôs gigantes. Mas sei lá, parece um enredo tão batido…

Distância de qualquer moeshit, por favor

Ok, melhor do que a temporada inverno, a qual tive que me contentar com animes que até então não tinham terminado como Psycho-Pass, JoJo e Robotic;Notes.

PonyAwards 2012

Estamos aqui em mais um ano com o PonyAwards. Esse ano sofreu algumas reformulações, infelizmente o Mizuiro não pode participar, mas chamei dois amigos, o Wonka e o Kaue (que ano passado foi chamado, mas não fez porque provavelmente estava jogando StarCraft) para ajudar. Chamei o Adam que participou do primeiro e queria ter participado do segundo. Ele não pôde fazer, mas deixou o endereço do seu blog: LevelHardcore. Reiterando, a ideia é premiar os animes do ano. Três pessoas com opiniões e gostos diferentes. Cada escolha é individual e não é influenciada pelos outros.

Critérios? Tem que ser animes que foram exibidos durante a as 4 temporadas de 2012. A única proibição são os infinitos como Wan Piss e a Nartocho. Quando me perguntaram se segundas temporadas valiam, o mesmo para novas aberturas de animes já rolando há algum tempo e coisas parecida, acabei respondendo com um “Faça o que você achar justo” ou coisa parecida. Sem mais delongas, vamos às nomeações!
Continuar lendo “PonyAwards 2012”

Análise: Speed Grapher

Só para constar, eu contei o final da série inteiro aí. Se for comentar, LEIA o texto primeiro antes de falar qualquer asneira que o texto já tenha respondido por si só. As palavras sublinhadas são links que geralmente ilustram o que foi indicado, basta clicar (se houverem). Ficou meio grande esse.

Assisti a Speed Grapher pela primeira vez há uns sete anos, quando foi exibido em sua versão dublada pelo Animax. Apesar de naquela época ter assistido com a intenção de ver sacanagem (criança é foda ¬¬) e por passar no bloco noturno Lollipop, que prometia a exibição de shows mais picantes que minha doce “inocência” acreditava estar assistindo a Hentai — quando, na verdade, o bloco exibia no máximo um ecchi mais recheado de fanservice. Isso no máximo. Continuar lendo “Análise: Speed Grapher”

PonyExpress – Animes, Temporada Inverno 2012/13


Clique aqui para ver em tamanho normal.

Imagina uma temporada cocô. Essa tá pior. Sei lá, as temporadas “perdidas” estão se tornando cada vez mais frequentes. É muito Slice of Life com moe pro meu gosto.

Só vou pegar Ishida to Asakura porque deve ser tosco e engraçado, mas não garanto nada.

Talvez eu ainda dê uma chance para Bakumatsu Gijiden Roman e Amnesia (embora eu tenha quase certeza que esse vai ser um Troll ao estilo No. 6, espero estar muito enganado)

Ao menos, fico satisfeito porque vou ter alguma coisa pra assistir ainda. Psycho-Pass, Robotics;Notes, Zetsuen no Tempest, Bakuman e Jojo continuam, sem falar de HxH.

E blog meio lerdo nos últimos seis meses… Prometo dar uma geral nele em 2013, a começar pelo Ponyawards logo nas primeiras semanas de Janeiro!

[Especial] De A a Za Warudo

Jojo é Fantástico. Seu esquema único de narrativa dividida em partes sendo que cada uma corresponde a praticamente uma série independente é algo que talvez tenha colaborado para que a série seja tão incrível. Agora, em seu vigésimo quinto aniversário, ganhará pela primeira vez uma série corrente para ser exibida na televisão. Está em dúvida se vai assistir? Preparamos um motivo para cada letra do alfabeto.

Continuar lendo “[Especial] De A a Za Warudo”

Análise: Karas

Quando se fala da utilização de CG em algum anime, a reação da maioria acaba por ser negativa. Acontece é que a Tatsunoko Productions deu um show na animação da série em OVA Karas. A Tatsunoko deu praticamente uma aula sobre a utilização de CG em lutas e em momentos dramáticos, bem como a mescla entre os elementos animados normalmente e os que estão em CG.

Continuar lendo “Análise: Karas”

PonyExpress – Animes, Temporada Outono 2012


Clique aqui para ver em tamanho normal.

– Obviamente, JOJO ALL THE WAY!

-Vou pegar a Season 2 de Jörmungand e a Season 3 de Bakumango. Agora acaba essa desgraça.

-Eu vou pegar Magi. Não é nem pela imagem moeshit hurrr durrr. É porque a série reconta as mil e uma noites. A ideia é boa, o estúdio é bom. Só resta saber se vai prestar ou não.

Psycho-Pass. Nada se sabe, mas é do NoitaminA. Ficar 2 temporadas sem nada do NoitaminA não dá.

Zetsuen no Tempest é do Bones e parece ser maneiro. Só não pode ficar tipo No.6 que foi uma trollage.

-Na lista dos talvez entram Code:Breaker, Robotic;Notes, Ixion Saga DT, O novo Initial D e não sei porque diabos K me chama atenção. Não sei o por que diabos essa do pôster me fascina. Ah todo mundo tem seus pecadilhos moeshits. Eu ao menos tenho consciência disso, embora é bom que não se torne um hábito ou um vício. Se bem que aquele totalmente radical contra slice-of-life e moeshit, nunca mais assiste algum anime. Tem muito pouco que não se encaixam sequer um pouco nesses padrões.

Em compensação, quero distância de Girls und Panzer, Chuunibyou demo Koi ga Shitai (nome comprido do cacete), To Love-Ru Darkenss ou qualquer coisa da Kyoani.

Bom, ao menos o balanço foi infinitamente melhor do que a temporada de Verão. Poucos posts nos últimos meses, realmente… Preciso tirar o pó daqui. Até o fim do mês tem alguma análise.

Análise: Tsuritama

Tsuritama é um anime que não vale nada se formos julgar pelo conceito apresentado. Isto é, um anime de pesca só chama a atenção de quem gosta de slice of life. Nem os moefags se interessariam porque o grupo de protagonistas não é composto por menininhas. Sem falar que era no mesmo momento em que todos estavam lambendo todas as bolas de Sakamichi no Apollon e seu enredo que nos enganava, falando que seria um anime de Jazz.

Continuar lendo “Análise: Tsuritama”

Análise: Un-Go

Assim como Gosick, o principal motivo de eu ter decidido acompanhar este anime é o estúdio que produz o anime em questão: Bones. Só que ao contrário do já citado, Un-Go acabou surpreendendo. Jamais que eu iria acompanhar tal anime se fosse só pela sinopse ou pela imagem que a acompanha, que, nesse caso, exibia o horrível character design do Shinjuurou Yuuki, o protagonista.

Continuar lendo “Análise: Un-Go”