PonyAwards 2019

Aqui está mais um PonyAwards! Como de costume, a premiação do Horny Pony que tem como intuito consagrar os melhores animes do ano anterior vem agora em uma nova edição e segue a tradição de ser postada cada vez mais tarde em relação ao ano que foi o objeto de análise do nosso júri!

Nesta edição, a comissão do Pônei é composta por um integrante novo e outro do passado. A retornante é a Karol Facaia, que é colaboradora (e agora gerentona) de longa data do Portal Genkidama, consagrado veículo de comunicação da esfera dos otacos sujos e nojentos. A novidade segue uma tradição antiga minha de trazer uma espécie de anônimo para integrar o nosso grupinho particular. O Giulliano é amigo meu de longa data e sempre brincou que o Horny Pony era um blog dele também. Finalmente chegou a vez dele de contribuir com alguma merda então.

Ressalto também que esse PonyAwards é a primeira postagem de uma nova fase do Horny Pony, uma vez que eu decidi que era hora de uma mudança visual no tema geral do blog, mesmo que ele ainda continue com a mesma linha básica do original!

Para finalizar esse introdutório, segue o trecho com as regras que recortei e colei do ano anterior (com adaptações): animações japonesas que foram exibidas durante as 4 temporadas de 2019. Podem ser contabilizadas animações que começaram em 2018 e terminaram em 2019, bem como animes que tiveram uma nova temporada apenas em tal ano, depois de uma pausa. Animes “eternos” são excluídos, a não ser que tenham terminado em 2019 — eles só se enquadram no critério de aberturas e encerramentos, desde que elas tenham estreado no período em questão.

Continuar lendo “PonyAwards 2019”

PonyAwards 2018

Olha só! Após um togashístico hiato que durou quatro anos, estamos de volta com a menos prestigiada e mais atrasada pseudo-premiação otaquística da internet! Chegou aquele momento em que o Horny Pony começa a soltar o verbo sobre o que foi de melhor (ou nem tanto) na animação japonesa no ano que se passou.

Nesta edição, a comissão do Pônei é composta por integrantes totalmente novos! Apresento-lhes a Karol Facaia, que é colaboradora de longa data do Portal Genkidama, do finado Gyabbo e de outros >>importantes<< veículos de comunicação da esfera dos otacos sujos e nojentos. Também trouxemos o Caio Catarino, apresentador do Anime Station da Rádio Geek. Dessa forma, convido os três leitores desse meu blog a prestigiarem o trabalho de ambos em suas respectivas plataformas!

Sem mais delongas, as regras continuam: animações japonesas que foram exibidas durante as 4 temporadas de 2018. Podem ser contabilizadas animações que começaram em 2017 e terminaram em 2017, bem como animes que tiveram uma nova temporada apenas neste ano, depois de uma pausa. Continuar lendo “PonyAwards 2018”

Meus cinco filmes favoritos de 2017 + Dois Bônus

Top5Filmes

A questão é que 2016 foi uma merda para o cinema em geral, salvo poucos títulos. Em compensação, foram poucas as vezes que saí realmente pistola da sala em 2017. De cabeça, de imediato, só me lembro do filme do Thor: Rasgatanga e um outro aí que eu cito mais para frente ainda nesse mesmo post. Nisso, tive uma ideia de enumerar os cinco filmes que mais gostei desse último ano.

Deixando claro aqui que não há uma ordem específica, só fui jogando assim que ia lembrando. Ou talvez tenha e foi montada pelo meu subconsciente, vai saber. Continuar lendo “Meus cinco filmes favoritos de 2017 + Dois Bônus”

Um review por parágrafo: Filmes de Heroizinhos – DC Comics (Parte 2)

UM REVIEW POR PARAGRAFODC

Eu cheguei a fazer a primeira parte só com os filmes da Marvel. Agora são os da DC. Ainda vou fazer a parte 3 com filmes diversos, como Watchmen, que, por mais que pertença à DC, ele encarna um universo mais à parte. O mesmo vale para 300 e outros.

Na lista anterior, eu listei cada responsável pelos filmes. Como aqui são todos da Warner, acabei omitindo mesmo. Ressaltando que os parágrafos entre aspas vêm de filmes que já analisei apropriadamente, com o link em questão no nome do filme. Em tempo, fiquei com preguiça de falar de novo dos filmes do Nolan.  Continuar lendo “Um review por parágrafo: Filmes de Heroizinhos – DC Comics (Parte 2)”

Um review por parágrafo: Filmes de Heroizinhos – Marvel (Parte 1)

Acho que cheguei a comentar mais de uma vez que daria um post e que um dia faria. Pois bem, esse dia chegou. Vou separar os filmes primeiramente em suas respectivas marcas de Gibi e, em seguida, na ordem cronológica de lançamento. Se não comentei a respeito do filme aqui, significa que não assisti ou simplesmente não me recordo dele para dar uma opinião coerente.

Eu ia inicialmente fazer um único post para literalmente todos os filmes, mas os rants contra a Marlel foram tantos que eu acabei tendo que quebrar em várias partes, sendo só os da editora em questão nesse primeiro post. Enfim, aí vai:

Continuar lendo “Um review por parágrafo: Filmes de Heroizinhos – Marvel (Parte 1)”

Um review por parágrafo: Xbox 360

Esse foi provavelmente o videogame que mais me deu dor de cabeça na vida. Comprei ele de aniversário, lá para 2009, antes mesmo de existir o modelo slim. Quando fui atrás de preço e os diabos, descobri que tinha que ficar de olho em placa porque uma esquentava (Jasper) e a outra esquentava ainda mais (Falcon). O bichinho é destravado e, por conta disso, tive que mandar o aparelho para o conserto algumas vezes. Uma ou outra por ter dado semi-brick. Outras porque tinha que atualizar o destravamento. Ainda mais vezes por queimar um fusível ou coisa do tipo. Sem falar que até hoje eu tenho dor de cabeça com essas paradas de pilha e o caralho. Só recentemente fui comprar um cabo USB que liga direto no aparelho. Ainda, quando fui escrevendo esse texto, me dei conta de que nem fodendo que o Xbox tem tanto jogo exclusivo assim, ou sequer diversidade. São sempre as mesmas franquias que se repetem algumas vezes até o final e jogos, em grande maioria, genéricos. Se tem um aparelho que me deu amargura, foi o Xbox 360. Se eu for comprar um Next-gen, acho que vou me converter ao PlayStation mesmo.

A ideia do post é a seguinte: Vou pegar título por título que cheguei a jogar e fazer uma resenha rápida de um parágrafo por jogo. É claro que alguns deles eu já fiz uma análise mais completa, aí eu vou botar o link como referência. Para quem tiver interesse, eu consegui montar essa lista usando o Alvanista. É uma dessas redes sociais de gaems que acabei descobrindo e acabei achando bem interessante. E não, eu não tô recebendo pelo merchã, estou compartilhando por ter achado legal mesmo.

Continuar lendo “Um review por parágrafo: Xbox 360”

Um review por parágrafo: Nintendo Wii

Esse post eu tive ideia depois de ver o vídeo do JoJo Rama mostrando a coleção dele. Aí pensei em algo parecido, só que no estilo Horny Pony: em texto e com 400% mais acidez.

Enfim, eu sempre comentei que eu extraí até a nata do meu Wii. Eu cheguei a jogar todo o tipo de merda no console. Isso era fácil porque eu tinha acabado de aprender a baixar os joguinhos e tinha acabado também de dar um upgrade na minha internet (naquela época uma internet de cinco mega era um negócio FODIDO). Atribua essas habilidades a um estudante de ensino médio que tinha absolutamente todas as tardes livres e vai dar um nerdão que ficava as tardes inteiras jogando.

A ideia do post é a seguinte: Vou pegar título por título que cheguei a jogar e fazer uma resenha rápida de um parágrafo por jogo. É claro que alguns deles eu já fiz uma análise mais completa, aí eu vou botar o link como referência. Para quem tiver interesse, eu consegui montar essa lista usando o Alvanista. É uma dessas redes sociais de gaems que acabei descobrindo e acabei achando bem interessante. E não, eu não tô recebendo pelo merchã, estou compartilhando por ter achado legal mesmo.

Continuar lendo “Um review por parágrafo: Nintendo Wii”

PonyAwards 2014

Chegou aquele momento em que o Horny Pony começa a soltar o verbo sobre o que foi de melhor (ou nem tanto) na animação japonesa no ano que se passou. Esse ano quase que não sai, mas por insistência, aqui estamos.

Nesta edição, a comissão do Pônei é composta novamente por Danny, o criador e admin da página de humor JoJo Manjão e o JoJo Rama, um bro de quem já fiz uma propaganda no post anterior e espero poder contar sempre por aqui (temos inclusive alguns outros planos pro resto do ano).

Os critérios são os de sempre. Animações japonesas que foram exibidas durante as 4 temporadas de 2014. Podem ser contabilizadas animações que começaram em 2013 e terminaram em 2014, bem como animes que tiveram uma nova temporada apenas neste ano, depois de uma pausa.

Aí vamos nós, com um novo modelo estético.

Continuar lendo “PonyAwards 2014”

PonyAwards 2013

Chegou aquele momento em que o Horny Pony começa a soltar o verbo sobre o que foi de melhor (ou nem tanto) na animação japonesa no ano que se passou. Coincidentemente, lançamos no exato momento em que o Oscar rola nos Stazunidos, mas todo mundo sabe qual das duas é a premiação que vale.

Nesta edição, a comissão do Pônei é composta por Danny, o criador e admin da página de humor JoJo Manjão e a Pyon, que é cosplayer e trouxe junto seu namorado, El_Gandalf, para colaborar conosco.

Os critérios são os de sempre. Animações japonesas que foram exibidas durante as 4 temporadas de 2013. A única restrição são os animes considerados infinitos. Ao ser questionado sobre animes com temporadas alternadas, animes que foram finalizados em 2013, mas iniciados em 2012 ou coisa parecida, vem a resposta padrão do “Faça o que achar justo”.

Bem amigos, sem mais delongas, vamos ao vencedores!

Continuar lendo “PonyAwards 2013”

PonyAwards 2012

Estamos aqui em mais um ano com o PonyAwards. Esse ano sofreu algumas reformulações, infelizmente o Mizuiro não pode participar, mas chamei dois amigos, o Wonka e o Kaue (que ano passado foi chamado, mas não fez porque provavelmente estava jogando StarCraft) para ajudar. Chamei o Adam que participou do primeiro e queria ter participado do segundo. Ele não pôde fazer, mas deixou o endereço do seu blog: LevelHardcore. Reiterando, a ideia é premiar os animes do ano. Três pessoas com opiniões e gostos diferentes. Cada escolha é individual e não é influenciada pelos outros.

Critérios? Tem que ser animes que foram exibidos durante a as 4 temporadas de 2012. A única proibição são os infinitos como Wan Piss e a Nartocho. Quando me perguntaram se segundas temporadas valiam, o mesmo para novas aberturas de animes já rolando há algum tempo e coisas parecida, acabei respondendo com um “Faça o que você achar justo” ou coisa parecida. Sem mais delongas, vamos às nomeações!
Continuar lendo “PonyAwards 2012”