Um review por parágrafo: Xbox 360

Esse foi provavelmente o videogame que mais me deu dor de cabeça na vida. Comprei ele de aniversário, lá para 2009, antes mesmo de existir o modelo slim. Quando fui atrás de preço e os diabos, descobri que tinha que ficar de olho em placa porque uma esquentava (Jasper) e a outra esquentava ainda mais (Falcon). O bichinho é destravado e, por conta disso, tive que mandar o aparelho para o conserto algumas vezes. Uma ou outra por ter dado semi-brick. Outras porque tinha que atualizar o destravamento. Ainda mais vezes por queimar um fusível ou coisa do tipo. Sem falar que até hoje eu tenho dor de cabeça com essas paradas de pilha e o caralho. Só recentemente fui comprar um cabo USB que liga direto no aparelho. Ainda, quando fui escrevendo esse texto, me dei conta de que nem fodendo que o Xbox tem tanto jogo exclusivo assim, ou sequer diversidade. São sempre as mesmas franquias que se repetem algumas vezes até o final e jogos, em grande maioria, genéricos. Se tem um aparelho que me deu amargura, foi o Xbox 360. Se eu for comprar um Next-gen, acho que vou me converter ao PlayStation mesmo.

A ideia do post é a seguinte: Vou pegar título por título que cheguei a jogar e fazer uma resenha rápida de um parágrafo por jogo. É claro que alguns deles eu já fiz uma análise mais completa, aí eu vou botar o link como referência. Para quem tiver interesse, eu consegui montar essa lista usando o Alvanista. É uma dessas redes sociais de gaems que acabei descobrindo e acabei achando bem interessante. E não, eu não tô recebendo pelo merchã, estou compartilhando por ter achado legal mesmo.

Continuar lendo “Um review por parágrafo: Xbox 360”